top of page
Buscar
  • Foto do escritorGustavo Loiola

Coldplay no Brasil - a agenda ESG já faz parte da produção de grandes eventos


Talvez você, como eu, faça parte dos centenas de milhares de brasileiros que assistiram à passagem da banda britânica Coldplay pelo Brasil. Além do espetáculo, foi muito interessante perceber que a preocupação com uma agenda ambiental e sustentável já chegou à produção de grandes eventos musicais.


O Coldplay possui um time totalmente dedicado ao desenvolvimento de métodos e ações que reduzem a pegada de carbono causada pelos shows. As emissões de combustível geradas pelo transporte de equipamentos, da equipe e, até mesmo, as provenientes do deslocamento dos fãs são levadas em conta.

O plano de sustentabilidade do Coldplay é bastante amplo e abrange 12 grandes áreas: emissão de CO2; energia; viagem; show; fãs; água; resíduos; comida; merchandise; boas causas; natureza; e transparência.

Dentro das ações realizadas nos shows, a reciclagem e reutilização das pulseiras, chamadas de Xyloband, é uma das atitudes mais conhecidas do grupo. Construídas 100% de materiais compostáveis e à base de plantas, elas trazem um brilho especial e em total sintonia com o espetáculo. Assim como as Xylobands, todo o confete disparado durante o evento é feito de material biodegradável.

Antes do início do show, um placar com as cidades que mais reciclam as pulseiras é exibido no telão. No Brasil, Curitiba foi a cidade campeã, alcançando 91% no índice de devolução das pulseiras.

Outra ação de destaque é a destinação de 10% do faturamento dos shows para causas ambientais. As ONGs de maior notoriedade que recebem os recursos são a ClientEarth, a The Ocean Cleanup e One Tree Planted.

No Brasil, a One Tree Planted desenvolve um projeto na Serra da Mantiqueira. O objetivo é criar uma rede de proteção e restauração da Mata Atlântica na região, que é de extrema importância para a conservação da água que chega ao estado de São Paulo. Apenas 13% da floresta original está de pé nesta região.

A banda também se comprometeu a reduzir em 50% as emissões de carbono da atual turnê, comparada a anterior, realizada entre 2016 e 2017.


Uma das medidas adotadas foi a elaboração de um planejamento que reduzisse o número de escalas aéreas. Quando necessário o uso deste modal, a equipe fez um acordo de pagamento de uma sobretaxa para que as aeronaves usassem SAF, biocombustível de aviação sustentável produzido pela Neste, empresa de destaque na fabricação de combustíveis renováveis. Feito 100% de resíduos, como o óleo de cozinha, o uso do SAF representa uma redução de 80% na emissão de gases efeito estufa (GEE) nas viagens aéreas.

Outra parceria estabelecida pela equipe foi com a companhia logística DHL. A empresa está oferecendo soluções para reduzir as emissões nos fretes de equipamento, a partir do uso de biocombustível no transporte aéreo e usando veículos elétricos no transporte terrestre.


Você sabia que o Coldplay se comprometeu a plantar uma árvore para cada ingresso vendido e que você, que foi ao show, faz parte disso?

Confira o plano de sustentabilidade do Coldplay aqui https://sustainability.coldplay.com/

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page